Por que a personalidade importa?

Esse artigo foi escrito originalmente por Robert Hogan

Por que a personalidade importa? Para responder a essa pergunta, precisamos analisar duas questões:

  1. O que é personalidade?

  2. Quem quer saber por que a personalidade é importante?

A resposta para a pergunta “O que é personalidade?” é dupla. Existe o que chamamos de personalidade vista do “exterior” e a personalidade vista do “interior”. A personalidade vista do interior diz respeito à sua visão de você, à pessoa que pensa que é — às suas esperanças, seus sonhos, seus valores, seus objetivos, suas aspirações, seus medos e as coisas que você pensa que precisa fazer para realizar seus objetivos e evitar seus medos. Nós nos referimos à personalidade “interior” como sua identidade.

A personalidade vista do “exterior” diz respeito à visão que as pessoas têm de você, e nos referimos a isso como sua reputação. Trata-se do que precisamos saber para poder lidar com você de maneira eficaz. Portanto, existe o você que você conhece, personalidade “interior” ou sua identidade e há o “você” que nós conhecemos, sua personalidade da perspectiva “exterior” ou sua reputação. Essas duas facetas da personalidade são diferentes em aspectos muito importantes.

Considere o “você” que você conhece — sua identidade. Freud diria que não vale a pena conhecer –porque você a inventou. Todo mundo tem que ser alguém, e você é o herói ou heroína no drama da sua própria vida, mas isso não significa que sua identidade esteja intimamente relacionada à realidade. A maneira como as pessoas pensam e se descrevem é apenas modestamente ligeiramente relacionada à maneira como os outros as descrevem — as pessoas realmente não se conhecem muito bem. Pior ainda, cerca de cem anos de pesquisa sobre identidade mostram que é muito difícil –quase impossível—estudá-la de maneira rigorosa e empírica. Como resultado, nós psicólogos não sabemos muito sobre a identidade que seja interessante ou útil.

Considere agora o “você” que nós conhecemos – sua reputação. Reputação é muito interessante por vários motivos. Primeiro, o melhor preditor do comportamento futuro é o comportamento passado; sua reputação reflete o comportamento passado; ela é a melhor informação a respeito de seus comportamentos futuros. Segundo, as reputações são fáceis de estudar – nós precisamos apenas pedir para outras pessoas descrever você. E, terceiro, há uma vasta taxonomia de reputações que tem sido utilizada pra estudar o desempenho ocupacional, e consequentemente, nós psicólogos sabemos bastante sobre que tipo de pessoas tem um bom ou mau desempenho em diferentes tipos de cargod. Isto é, nós sabemos bastante sobre os “links” entre a reputação e o desempenho no trabalho.

Quem quer saber sobre a personalidade?

Quanto à questão de quem quer saber por que a personalidade é importante, é importante para duas categorias de pessoas: (a) pessoas interessadas no seu próprio desenvolvimento na carreira; e (b) potenciais empregadores. As pessoas interessadas no desenvolvimento de sua própria carreira precisam conhecer seus pontos fortes e fracos em relação às demandas de várias ocupações.

Mais precisamente, as pessoas que desejam abordar o tópico de desenvolvimento de carreira de maneira estratégica desejam saber:

1) como seus pontos fortes atendem às demandas de várias carreiras; e

(2) como você será percebido(a)  durante as entrevistas de emprego e durante o trabalho.

A personalidade é importante para os empregadores em potencial de pelo menos três maneiras. Primeiro, eles precisam saber que tipo de funcionário você será – você será irritadiço, difícil e um desafio para se gerenciar ou será um cidadão corporativo excelente? Segundo, eles precisam saber se sua personalidade se encaixa nas demandas do cargo para o qual você está se candidatando – você tem o desejo de ter sucesso nas vendas, as habilidades sociais para ter sucesso no atendimento ao cliente, o bom senso para ter sucesso como gerente? Terceiro, eles precisam saber se seus valores (sua identidade) são consistentes com a cultura corporativa – não importa o quão talentoso você seja, se seus valores forem inconsistentes com a cultura da organização você não terá sucesso nela.

O ponto principal é que a personalidade é importante para os indivíduos porque o autoconhecimento permite que uma pessoa seja estratégica em relação às suas escolhas de carreira e desenvolvimento de carreira. A personalidade é importante para os empregadores porque o conhecimento sobre a personalidade de um candidato a emprego permite que eles sejam estratégicos sobre o processo de contratação.

No final das contas, para os profissionais que buscam seu autoconhecimento para poder ser mais estratégico sobre as escolhas de carreira e seu desenvolvimento. Para os empregadores, conhecer a personalidade dos profissionais permite serem mais estratégicos em seus processos de seleção e contratação. Os ganhos são mútuos.

Fale Conosco

Endereço: Alameda Rio Negro, 911 sala 707 Barueri – SP – CEP: 06454-000
Telefone: (11) 3022-2583

Copyright 2021 Ateliê RH