Entrevistas podem ser a pior forma de selecionar

Publicado originalmente no Maddyness.com

Esqueça tudo o que você sabe sobre recrutamento e seleção. Não, as entrevistas não são a melhor maneira de recrutar os melhores talentos, também conhecidos como os colaboradores relevantes e eficazes para sua da organização. De qualquer forma, essa é a opinião do Dr. Robert Hogan, co-fundador da Hogan Assessments, uma das mais importantes empresas de testes de personalidade do mundo. “As entrevistas são os piores meios de seleção”, disse ele. “São completamente influenciadas pela personalidade do selecionador, que apenas contrata pessoas que são como ele. É ruim para a diversidade e o desempenho da empresa.”

Como as entrevistas não são suficientemente científicas, elas não permitem identificar os “valores” do candidato, um dos três pilares centrais da metodologia Hogan –os outros dois são o lado “luz”, que descreve a personalidade nos melhores dias daquele indivíduo, e o “lado sombra”, que aponta como comportamentos considerados “positivos” podem ter um efeito negativo quando o indivíduo está sob estresse, ou simplesmente não prestando atenção no seu comportamento.

“O alinhamento de uma pessoa com o resto da equipe e aos valores da empresa depende de seu próprio conjunto de valores, não de seu comportamento. Agora podemos ter uma ideia do comportamento de uma pessoa em uma entrevista, mas não de seus valores individuais”, diz Hogan.

Uma personalidade “relativamente estável”

Estar ciente de sua personalidade não é apenas útil para o processo seletivo. “Ao menos 90% das falhas das empresas de tecnologia estão ligadas à personalidade de seus fundadores “, diz o psicólogo. E, às vezes, basta mudar de líder para que o destino da empresa seja radicalmente transformado.

Mas seria possível acreditar que uma pessoa possa evoluir e que sua personalidade seja capaz de se adaptar? “Você pode mudar seu comportamento, é algo que você pode aprender. Mas se a personalidade evolui até 21 ou 22 anos, depois disso ela é relativamente estável. Pelo contrário, afirma-se ao longo da vida”, diz Hogan. Não é esse o caso, no entanto, de valores que constituem uma base imutável, embora muitas vezes inconsciente. ” Os valores são mais estáveis ​​que o QI”, sorri o psicólogo. E uma equipe não pode funcionar se seus valores não estiverem alinhados … é como em um casamento!”

Fale Conosco

Endereço: Alameda Rio Negro, 911 sala 707 Barueri – SP – CEP: 06454-000
Telefone: (11) 3022-2583

Copyright 2021 Ateliê RH